Novo curso na TriadWorks: Lógica de Programação

É com muito prazer que anuncio que a TriadWorks acaba de lançar seu mais novo curso: Lógica de Programação. O curso é voltado para qualquer pessoa que queria aprender a programar e entrar no mercado de trabalho que mais cresce no mundo, desenvolvimento de software!

Neste novo curso nós mantemos a mesma qualidade reconhecida em todos nossos cursos, que vai desde a metodologia de ensino, ao material de suporte (apostila) e ao acompanhamento quase que individual de cada aluno em sala.

O mais bacana do curso é que não utilizamos Portugol como ferramenta de ensino, mas sim JavaScript. Ou seja, o aluno além de sair do curso sabendo programar, ele já sai sabendo programar com duas das principais linguagens mais utilizadas no mercado: JavaScript e HTML.

O curso possui uma carga horária de 28h/aula e tem inicio no final de Junho em Fortaleza/CE. Se você tem um amigo ou namorada que tenha interesse em aprender a programar, por favor, não deixe de indicar nosso curso para eles! Para mais detalhes sobre o curso, grade e calendário você pode verificar no nosso site.

Limpando a árvore de componentes no JSF 2.2

Um dos posts no meu blog que mais ajudou desenvolvedores foi o post sobre Limpando a árvore de componentes, pois nele discutimos como os componentes são trabalhados durante o ciclo de vida, o que evita vários problemas no dia a dia.

As técnicas para limpar a árvore que ensinei funcionam até hoje, no entanto, para nossa sorte, o expert group resolveu adicionar a funcionalidade na API e componentes no JSF 2.2. A partir de agora, a limpeza da árvore ficou mais simples e até mais performática na última versão do faces! Então o melhor a se fazer é tirar proveito desse novo recursos em nossas aplicações!

Para conhecer as mudanças na tag f:ajax e os novos métodos na API do JSF, você pode ler o post no blog dos instrutores da TriadWorks, limpando formulários e componentes no JSF 2.2, onde apresentamos todos os detalhes que você precisa saber para usar este novo recursos!

Criando anotações customizadas com Spring

Não é incomum que com o passar do tempo nossas classes fiquem repletas de anotações de diferentes categorias do seu framework IoC/DI, como Spring ou CDI. Estas anotações vão desde controle transacional, segurança, monitoramento e até logging. Se não tomarmos cuidado nós acabamos com muita duplicação de código de metadados e pouca legibilidade.

Para resolver isso, desde o Spring 3.0 nós podemos criar nossas próprias anotações com um significado mais próximo da nossa arquitetura ou mesmo negócio. Essa técnica de criar anotações com semântica é chamado de Stereotypes, ou do português, estereótipos.

Entender bem o conceito de estereótipos e saber estendê-lo é muito importante para arquitetos e desenvolvedores sêniors que almejam ter um melhor controle de como as classes da aplicação são registradas no container do Spring e procuram uma melhor manutenção do código a médio-longo prazo.