Uma pitada de verdade.. com Christiano Milfont

Christiano Milfont escreveu um excelente post sobre a realidade na educação de Ciências da Computação e o mercado de trabalho, muito bom mesmo, não deixem de ler, ele estava inspirado no dia em que escreveu :)

Minhas críticas derivam principalmente da falácia e do sofismo, as pessoas acreditam que possuir um nível superior as credita para a qualificação necessária a uma determinada tarefa simplesmente. Quantos alunos estão se formando esse ano em Ciência da Computação sem a necessária qualificação? A maioria? Todos? Nenhum? Como saber se não existe um mecanismo eficiente de provar isso?

Na ausência de um mecanismo eficiente, o mercado sempre adota pontos factuais para basear suas contratações, e uma delas é o porte de um diploma de curso superior.

Complicado mesmo, hoje o que não falta é gente saindo de faculdades de Ciência da Computação ou afins sem aquele conhecimento “base” para entrar no mercado (estou falando daqueles recém-graduados que buscam o primeiro emprego e não uma carreira acadêmica), e pior são os que já estão no mercado há um bom tempo com uma qualidade duvidosa e ninguém se toca! Vai me dizer que você não conhece alguém desse natureza?

Então você tem duas alternativas, estudar ou frequentar a faculdade, dá para conciliar as duas, mas a preferência será sempre para o estudo, ele que pagará o leite de cada dia, aliás… leite não que esse está matando ultimamente, e ei que pensei que era a cerveja :)

Não generalizem o texto ao extremo, em tudo há exceções. E claro, o Christiano em nenhum momento tentou incitar vocês à não procurarem uma formação de nível superior (ou em alguns casos, um diploma), ele, assim como eu, sabe que um dip.. oops, nível superior faz diferença no mercado na hora das contratações.

Enfim, no final das contas eu acredito que o mercado separa os bons dos duvidosos, mesmo que demore algum tempo :D

Tagged with: , , , , ,
Posted in Engenharia de Software
2 comments on “Uma pitada de verdade.. com Christiano Milfont
  1. Pior não é só isso, a pesquisa que estou fazendo em Fortaleza, revela que nosso mercado é amador, nenhuma boa prática é seguida e todo mundo bota desculpa nos prazos para justificar seu amadorismo.

  2. admin says:

    É estou sabendo, pior que é pura verdade, lamentável mesmo. Nosso mercado está sempre alguns anos atrás se comparado a alguns estados do Sul.

    No mais, vamos tentando mudar essa realidade aos poucos :)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>