Criando anotações customizadas com Spring

Não é incomum que com o passar do tempo nossas classes fiquem repletas de anotações de diferentes categorias do seu framework IoC/DI, como Spring ou CDI. Estas anotações vão desde controle transacional, segurança, monitoramento e até logging. Se não tomarmos cuidado nós acabamos com muita duplicação de código de metadados e pouca legibilidade.

Para resolver isso, desde o Spring 3.0 nós podemos criar nossas próprias anotações com um significado mais próximo da nossa arquitetura ou mesmo negócio. Essa técnica de criar anotações com semântica é chamado de Stereotypes, ou do português, estereótipos.

Entender bem o conceito de estereótipos e saber estendê-lo é muito importante para arquitetos e desenvolvedores sêniors que almejam ter um melhor controle de como as classes da aplicação são registradas no container do Spring e procuram uma melhor manutenção do código a médio-longo prazo.

2 thoughts on “Criando anotações customizadas com Spring

  1. Boa noite amigo,
    Poderia explicar melhor isso aqui “Se não tomarmos cuidado nós acabamos com muita duplicação de código de metadados e pouca legibilidade”, você diz com respeito às anotações?

    • Oi Matheus,

      Isso mesmo, tem a ver com a quantidade de anotações na sua classe. Se para cada Controller ou DAO eu tiver que usar 4 ou 5 anotações o código começa a fica dificil de ler e manter, suscetível a erros do programador, além de ser duplicação de código de metadados (anotações). Portanto, se você perceber que um conjunto de anotações se repete entre suas classes e, existe algum significado nesse conjunto, você pode criar uma nova anotação (esteriotipo) que simplifique e melhore a clareza do seu código!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *