Nunca mais repita “na minha máquina funciona”. TDD, Testes e Build Automatizado

Eu não sei você, mas eu repeti inúmeras vezes a frase “na minha máquina funciona” no inicio da minha carreira como desenvolvedor…

Mas quem nunca, né? rs

Desenvolver software não é uma tarefa simples, lidamos com pressão, cobranças e prazos apertados a todo instante, seja do gerente, cliente ou equipe. Você me entende! E ainda temos que garantir que aquele IFzinho que colocamos na última correção de bug funcione:

public void sacar(Conta conta, double valor) {
    if (!conta.temSaldoPara(valor)) { // esqueci dessa regra :-X
        throw new SaldoInsuficienteException();
    }
    // restante do codigo: efetua o saque
}

Mas como garantir essa nova lógica de negócio? Temos que testar! Mas como? Talvez você faça assim:

  1. alterando o saldo no banco;
  2. levantando o Tomcat;
  3. abrindo o Chrome;
  4. fazendo login na aplicação;
  5. preenchendo e submetendo formulários;
  6. verificando se houve o erro na tela;

Tudo isso é enfadonho e pior, é TESTE MANUAL. Um hora você vai esquecer ou errar algum passo e aí já viu né…

Fazer testes manuais NÃO É SUSTENTÁVEL: é CARO e LENTO. Nem todas as empresas podem arcar com isso. Por isso é recomendado escrever TESTES AUTOMATIZADOS. Por exemplo, com Java teríamos algo como:

@Test(expected=SaldoInsuficienteException.class)
public void deveNaoPermitirSacarQuandoEstiverNaLiseira() {

    Conta conta = new Conta("Rafael", 24.99); // titular e saldo atual
    double valorASacar = 90.0; // pra curtir uma Orbita na quinta <3

    CaixaEletronico caixa = new CaixaEletronico();
    caixa.sacar(conta, valorASacar); 
}

Com esse simples teste de unidade garantimos que se não houver saldo na conta a exceção SaldoInsuficienteException é lançada. Se nossa lógica mudar futuramente e esse teste quebrar saberemos que alguém fez caca no código! GENIAL, não?!

A verdade é que TODO desenvolvedor DEVERIA escrever testes. Ele deve garantir minimamente a qualidade do código que ele escreve. Concorda comigo?

Para entender do que estou falando, recomendo a leitura desse novo post no blog. Nele discutimos várias práticas para garantir a qualidade do seu código:

>> Na minha máquina funciona, e na sua? Testes, TDD e build automatizado

O que discuto no post é somente a pontinha do iceberg do que estamos preparando para nosso novo curso de testes com Java. Testes, TDD e práticas de refatoração é obrigatório para qualquer profissional que busca qualidade no software que entrega!

E aí, o que achou do post? Deixa teu comentário lá! Eu leio e respondo todos os comentários!