Vagrant: meu ambiente de desenvolvimento é seu ambiente

Uma das ferramentas que mais usei durante os serviços de consultoria que prestei pela TriadWorks foi sem dúvida o Vagrant. Com ele era muito fácil criar e configurar máquinas virtuais (VM) onde eu customizava para cada projeto ou equipe na qual estivesse trabalhando, dessa forma eu evitava sujar meu MacOSX com servidores e aplicativos temporários.

E não somente isso, eu conseguia compartilhar esse mesmo ambiente (VM) com o restante da equipe. Eles não tinham que fazer nada se não executar um comando do Vagrant nas suas máquinas, estejam elas rodando Windows, Linux ou MacOSX.

Pois bem, esta semana eu escrevi sobre o Vagrant no blog dos instrutores da TriadWorks, onde ensino o passo a passo de como você pode configurar o Vagrant na sua máquina, além de ensinar como você, em questões de minutos, pode configurar um servidor Java com Tomcat 7:

 Vagrant: crie e configure seu ambiente de forma automatizada

Outra grande vantagem da ferramenta é a possibilidade de configurar servidores de produção ou homologação antes mesmo de colocar a aplicação no ar. Deste modo eu posso fazer diversos testes antes mesmo de solicitar ao pessoal da infra do cliente uma máquina para deployar a aplicação. Se durante meus testes eu bagunçasse ou corrompesse a VM eu poderia destruí-la e começar tudo novamente sem qualquer medo!

No final eu acabo com um ambiente melhor configurado e um script para replicar a mesma configuração do ambiente em questões minutos!

Sensacional, não?

Hot deploy de verdade no Eclipse e Tomcat

Você sabia que um desenvolvedor leva em média 1h/dia olhando pro console do Eclipse esperando o Tomcat subir com a aplicação? Pois é, isso acontece pois sempre que alteramos uma classe na aplicação o plugin WTP do Eclipse é obrigado a recarregar todo o contexto da aplicação no Tomcat, o que leva em torno de 30s na maioria das aplicações!

Para diminuir este tempo de espera e ter uma melhor produtividade, nós podemos habilitar o hot deploy de classes no WTP do Eclipse! Dessa forma, quando modificamos uma classes Java o Eclipse se encarrega de atualizá-la no Tomcat sem a necessidade de recarregar todo o contexto, semelhante ao que ocorre com JSPs, CSS, JavaScripts e outros!

Com algumas poucas configurações no Eclipse você já pode se beneficiar do hot deploy de classes e ter uma semana muito, mas muito mais produtiva!