junit-exceptions

Como você testa os fluxos alternativos do seu código?

Deixa eu te perguntar: quantos cenários de testes você enxerga no código abaixo:

/**
 * Registrar novo lance no leilão
 */
public void darLance(Lance lance) {
    
    if (lance.getValor() <= 0)
        throw new RuntimeException("Lance com valor negativo");
    
    this.lances.add(lance);
}

E aí, quantos? 1, 2 ou 3 casos de teste? Não é tão simples assim não, é mesmo?

Um especialista de Q&A responderia facilmente, afinal ele estudou muito para isso! Mas nós desenvolvedores temos maior dificuldade, precisamos de experiência para identificar cenários em código e muitas vezes até ferramentas de cobertura de código:

analisando-cobertura-de-codigo-eclemma_large

Não identificar fluxos de negócio em um trecho de código pode trazer diversos bugs para o sistema. Não é por acaso, como testar algo que não conseguimos enxergar?

Não dá né…

Um boa maneira de melhorar sua percepção é escrevendo testes automatizados. Escrever testes aumenta nossa percepção a um nível surpreendente. 

Para te ajudar a entender toda a problemática, acabamos de blogar sobre o assunto e porque você deveria se preocupar com os fluxos alternativos do seu código:

[Post] jUnit: testando fluxos de exceção e erro

Cobrir fluxos alternativos e excepcionais com testes é muito barato se comparado a testes manuais. Você nem vai precisar levantar seu Tomcat outra vez…

PS: e aí, quantos cenários você encontrou? Comenta aí embaixo, vamos bater uma bola…