Introdução a Canvas do HTML5

De alguns anos para cá a tendência no desenvolvimento Web é gerar gráficos de relatórios diretamente no navegador do usuário e não mais no lado servidor. A vantagem é que todo o processamento fica no lado cliente e devido ao dinamismo do JavaScript é possível aplicar efeitos e animações… muito legal, não é?

Mas você já se perguntou que tecnologia é utilizada para desenhar esses gráficos via JavaScript? A resposta é Canvas do HTML5.

Com Canvas podemos desenhar gráficos, figuras geométricas, imagens, textos e animações diretamente no browser. Para você ter idéia do poder da tecnologia, com um pouco de JavaScript e Canvas nosso ex-estagiário criou em questão de minutos a logo da TriadWorks:

Logo da TriadWorks em Canvas do HTML5
Logo da TriadWorks em Canvas do HTML5

Não pára por aí… Se você conhecer um pouquinho de JavaScript e tiver uma boa lógica de programação você consegue criar um jogo sem muitas dificuldades! O melhor é que seu jogo rodará no navegador do seu desktop ou smartphone!

Para ajudá-lo a entender como o Canvas funciona e dar seus primeiros passos com a tecnologia nós postamos no blog uma introdução muito objetiva e didática do assunto:

>> HTML5: desenhando gráficos no browser com Canvas

No post de quebra ainda te damos algumas dicas sobre engines e framework para criação de jogos usando HTML5.

Como você já deve ter observado, a tendência do mercado é aproveitar melhor os recursos do HTML5 e dos navegadores a fim de criar interfaces de usuário mais ricas. O próprio JSF 2.2 investiu pesado na integração com HTML5!

Enfim, com Canvas + JavaScript você pode ir muito longe!

Vagrant: meu ambiente de desenvolvimento é seu ambiente

Uma das ferramentas que mais usei durante os serviços de consultoria que prestei pela TriadWorks foi sem dúvida o Vagrant. Com ele era muito fácil criar e configurar máquinas virtuais (VM) onde eu customizava para cada projeto ou equipe na qual estivesse trabalhando, dessa forma eu evitava sujar meu MacOSX com servidores e aplicativos temporários.

E não somente isso, eu conseguia compartilhar esse mesmo ambiente (VM) com o restante da equipe. Eles não tinham que fazer nada se não executar um comando do Vagrant nas suas máquinas, estejam elas rodando Windows, Linux ou MacOSX.

Pois bem, esta semana eu escrevi sobre o Vagrant no blog dos instrutores da TriadWorks, onde ensino o passo a passo de como você pode configurar o Vagrant na sua máquina, além de ensinar como você, em questões de minutos, pode configurar um servidor Java com Tomcat 7:

 Vagrant: crie e configure seu ambiente de forma automatizada

Outra grande vantagem da ferramenta é a possibilidade de configurar servidores de produção ou homologação antes mesmo de colocar a aplicação no ar. Deste modo eu posso fazer diversos testes antes mesmo de solicitar ao pessoal da infra do cliente uma máquina para deployar a aplicação. Se durante meus testes eu bagunçasse ou corrompesse a VM eu poderia destruí-la e começar tudo novamente sem qualquer medo!

No final eu acabo com um ambiente melhor configurado e um script para replicar a mesma configuração do ambiente em questões minutos!

Sensacional, não?